Meu primeiro Chromebook

Existem diversas formas de experimentar o Chrome OS (escreverei sobre elas em outros posts), mas julgo que nenhuma seja mais esclarecedora e intensa quanto usar um Chromebook nativo. O fato de tirá-lo da caixa, dar o primeiro boot, configurar a conta Google para começar a usar do zero, fazendo todas as configurações e instalações que julgar necessário é uma experiência única.

Samsung Chromebook 3

Diante dessa constatação comecei a garimpar modelos de Chromebooks vendidos no Brasil que pudessem atender as minhas necessidades e que tivessem uma boa relação custo benefício. Infelizmente, como é um sistema novo, não há muitas fabricantes que resolveram aventurar-se a trazer Chromebooks para o território Tupiniquim, fato que limitou muito as escolhas por aqui. Como não queria gastar mais de R$ 1.500,00 com o Gadget novo, fiquei entre o ChromeBook 3 da Samsung e o modelo N7 da Acer.

Acer N7

Após comparar todos os prós e contras dos dois modelos, optei pelo Acer, apesar de não encontrar muito material sobre ele em nossa língua vernácula. Os poucos reviews que consegui achar (depois de muito garimpar) enalteciam sua duração de bateria (alguns sites disseram que conseguiram chegar à 12 horas de uso continuo), mas faziam críticas ao conjunto de hardware. O grande vilão apontado nesses reviews era o processador que, segundo informaram, é um modelo de 2016 e esta passível de sofrer travamentos e lentidões. Entretanto, o Chrome OS é, de maneira bem resumida, o navegador Google Chrome rodando sem estar instalado em um sistema operacional (o próprio navegador é o SO), sendo assim, não há muita coisa para exigir um uso pesado de processamento, fato que me deixou mais confiante em relação ao modelo escolhido. Outro ponto que me chamou a atenção é o fato desse modelo usar o mesmo processador do Chromebook 3 da Samsung (esse tem bastante material relacionado na internet), e o Gadget é alvo de diversos elogios, o que me deixou mais tranquilo quanto a escolha. Mas, o ponto chave da decisão foram as proteções que o Acer N7 oferece. Como pretendo adquirir um aparelho para me acompanhar o dia todo, eu preciso que ele seja o mais resistente possível e nesse quesito o N7 da Acer ganha do modelo da Samgung em vários aspectos.

Com certificação de Militar Mil-STD 810 G, o fabricante garante que o aparelho resiste a quedas sucessivas de até 122 cm sem sofrer danos. Além disso, o teclado é capaz de drenar até 330ml de água (derramada diretamente) sem que isso venha a danificar os componentes internos. Se isso não bastasse ele pode aguentar 60 kg de pressão sobre a tampa superior. Confesso que não pretendo realizar os testes de resistência (afinal, o produto é para uso pessoal e diário), mas é bom saber que, se acontecer algum acidente, a hipótese do Chromebook resistir é muito maior.

Para aqueles mais aficionados por especificações técnicas, seguem as informações do aparelho:

Fonte: Acer BR

Enfim, estou muito ansioso para começar a usar o aparelho e ver tudo o que consigo fazer com ele. Conforme for evoluindo no aprendizado do Chrome OS vou descrevendo as experiências aqui no blog. Abaixo segue um vídeo (em inglês) demonstrando algumas funcionalidades do nosso futuro astro. Até o próximo post.

Fonte: Android Authority

3 comentários em “Meu primeiro Chromebook

  1. Ei João, ta gostando do Acer N7?
    Estou pensando em comprar… uma dúvida: o navegador do chrome nesse sistema operacional é idêntico ao do usado no Windows? Da pra ativar qualquer extensão do Chrome nele? (eu uso uma extensão de auto refresh que é essencial pro meu trabalho…

    Curtido por 2 pessoas

    1. Opa! Obrigado pelo comentário Felipe. O N7 chegou ontem (escrevi o post no domingo). Todas as extensões que eu tinha no Windows vieram pra ele depois de logado com exceção da extensão do antivírus que precisa ter o programa instalado para funcionar. Se a extensão que você usa funciona direto no Chrome sem precisar de programas adicionais acredito que não terá problemas. O Sistema é muito rápido e fluído. Abri 10 abas pra ver como ia se comportar e até agora sem reclamações. Vou migrando aos poucos meu uso diário para ele e deixar o Windows só pra coisas específicas (que ainda não existam para o Chrome OS). Fraternal abraço!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.